Av Das Melissas , 613 - Hortolândia-SP 19 3809-5510

Vegetarianos e Veganos: muito mais do que um hábito alimentar.

por Elenice Cunha Santos

Gostou? compartilhe!

Vegetarianos e Veganos: muito mais do que um hábito alimentar.

VEGETARIANO

Ser vegetariano significa consumir alimentos de origem vegetal e tem como princípio não se alimentar de produtos do reino animal. Existem três motivos básicos para uma pessoa adotar esse estilo de vida: ética, meio ambiente e saúde.

A alimentação vegetariana pode ser classificada como:

- Ovolactovegetariana: restringe carnes, mas aceita ovos, laticínios e mel. Essa é a opção da maioria dos vegetarianos. 
- Lactovegetariana: restringe carnes e ovos. Aceita laticínios e mel. 
- Ovovegetariana: restringe carnes e laticínios. Come ovos e mel. 
- Vegetarianismo semiestrito: Dieta que exclui quase todos os alimentos de origem animal, menos o mel. 
- Vegetarianismo estrito: restringe qualquer alimento de origem animal. Ex: carnes, ovos, laticínios e mel. 

Dentre as classificações descritas, a ovolactovegetariana e a vegetariana estrita são os mais comuns nos dias de hoje.

VEGANO

Já o veganismo além de ser vegetariano estrito, também procura excluir na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade de animais com fins para vestuário, produtos de higiene ou outras finalidades. Os veganos utilizam apenas bebidas (“leites”) vegetais, assim como o creme de leite vegetal e creme (manteiga) vegetal.

Mas afinal, é saudável ser vegetariano ou vegano?

Estudos populacionais, que comparam grupos de vegetarianos e não vegetarianos com estilo de vida similar, mostram que o não consumo de produtos de origem animal reduz a incidência de todas as doenças não transmissíveis, como dislipidemias, hipertensão, cardiopatias, diabetes, diversos tipos de câncer e obesidade. Alguns nutrientes como proteínas, vitamina B12, vitamina A, vitamina D, ferro, colesterol, ácidos graxos poli-insaturados como o ômega 3, e ácidos graxos saturados podem estar deficientes. Por outro lado, são dietas riquíssimas em fitoquímicos, fibras, vitamina C e E, folato, magnésio, ômega 6, cálcio e carboidratos.

Portanto, do ponto de vista nutricional é uma prática saudável, desde que se façam as substituições da maneira correta para que não venha a ter deficiências de vitaminas e minerais.

ORGÂNICOS

Qual a relação desses estilos de vida com os alimentos orgânicos?

A busca por alimentos orgânicos é crescente na população que visa saúde, qualidade de vida e respeito ao meio ambiente, porém muitas pessoas entendem como alimento orgânico apenas aqueles que não contém agrotóxicos, mas não é só isso.

O alimento orgânico é todo produto de origem animal ou vegetal, obtido sem a utilização de produtos químicos ou de hormônios sintéticos que favoreçam o seu crescimento de forma não natural. O solo é a base do trabalho orgânico. No caso do vegetal, o solo deixa de ser um mero suporte para a planta, tornando-se sua fonte de nutrição – livre de agrotóxicos, pesticidas, adubos químicos ou sementes transgênicas. No caso dos animais, sua criação é feita sem o uso de hormônios de crescimento, anabolizantes ou outras drogas como os antibióticos. Apesar de serem mais caros do que os alimentos convencionais, os orgânicos trazem uma série de vantagens, como sabores acentuados, maior durabilidade e valor nutricional.

Onde encontrar produtos orgânicos?

Nas feiras orgânicas ou agroecológicas, que estão localizadas nas grandes e pequenas cidades brasileiras, é possível encontrar alimentos que os próprios produtores plantam e vendem a preços mais acessíveis. O cultivo é livre de agrotóxicos e insumos químicos, não oferece riscos à saúde e, pensando na plantação sustentável, não agride o solo e seus mananciais.

Os produtos orgânicos também podem ser encontrados em supermercados, lojas de produtos naturais ou especializadas. O apelo dos consumidores por produtos orgânicos tem sido alto nos mais diversos setores de compra como academias, supermercados e empresas dedicadas à venda de produtos naturais. Isso tem levado as indústrias a buscarem a certificação para produtos orgânicos.

Por Elenice Cunha Santos - Nutricionista (CRN3: 50373)



Gostou? compartilhe!